Tecto do Hipermercado Candando de Viana desaba e faz 13 feridos

tecto do Hipermercado Candando

O informativo angolano soube que houve desabamento de tecto do Hipermercado Candando localizado em Viana na estrada nacional de catete (depois da ponte amarela.

tecto do hipermercado candando
tecto do hipermercado candando

Segundo o porta-voz do comando provincial do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SNPVB), Faustino Minguês informou que a ocorrência aconteceu por volta das 17h30, no restaurante do hipermercado, tendo  causado 13 vítimas, 6 com ferimentos leves, os mesmos foram levados para o Hospital Municipal de Viana, onde foram assistidos por médicos. “As vítimas com ferimentos leves já tiveram alta.

Uma equipa constituída por especialistas da instituição e de construção civil vai nas próximas horas trabalhar para determinar a origem do incidente”, explicou, em declarações à Angop Situado a cerca de 30 quilómetros do centro de Luanda, este hipermercado do grupo Contidis, detido por Isabel do Santos, foi o terceiro a ser inaugurado, em Dezembro de 2017, e conta com uma área de 4.300 metros quadrados.

 

O hipermercado “Candando“, derivada da língua nacional quimbundo a língua bantu a mais faladas em Angola, que significa “Abraço”, abriu portas em Luanda, em Maio de 2016, neste caso a primeira.

A segunda loja abriu em Abril de 2017, em Talatona perto da Universidade Óscar Ribas, arredores de Luanda, próximo do anterior. Na altura da inauguração do primeiro hipermercado, Miguel Osório, director geral do grupo Contidis, anunciou a abertura de dez lojas “Candando” em cinco anos, num investimento global de 400 milhões de dólares. Só no primeiro hipermercado, um dos maiores do país, foram criados, segundo o grupo Contidis, 750 postos de trabalho.

Candando chegou com o objectivo de amplificar o teu dia-a-dia e de todas as famílias angolanas, através de um melhor acesso a novas experiências, serviços e produtos.

Iremos actualizar para mais informações.

Read Previous

PSG multado 100 mil euros por listar origens étnicas de jovens recrutas

Read Next

Manuel Rebelais impedido de sair do país pela PGR

Deixe aqui o seu comentário

%d bloggers like this: