Segunda-feira, setembro 28, 2020

Polícia Nacional suspende agentes que detiveram médico

Notícias de Angola – Polícia Nacional suspende agentes que detiveram médico

O Comando Provincial da Polícia de Luanda anunciou, na segunda-feira, 07, a suspensão dos agentes envolvidos na detenção do médico Sílvio Dala, falecido na semana finda.

A vítima perdeu a vida a caminho do Hospital do Prenda, depois de um alegado mal-estar no interior de uma esquadra policial, no bairro do Rocha Pinto, distrito da Maianga em Luanda.

O pediatra padecia de uma doença de base (não revelada), que, segundo a autópsia, teria sido a causa principal do mal-estar e da morte.

Conforme a versão tornada pública pelo porta-voz do Ministério do Interior, Waldemar José, o médico sofreu uma queda aparatosa no interior da esquadra e teve escoriações ligeiras na cabeça, mas a autópsia revelou que não sofreu agressão.

De recordar que a autopsia determinou que o médico teve morte “patológica” e não provocada.

Esta versão, tornada pública pelo Ministério do Interior, tem levantado dúvidas em vários círculos da sociedade, gerando críticas sobre uma eventual má abordagem da Polícia.

As suspeitas, reproduzidas por várias figuras públicas, ganharam força depois da publicação de uma foto, nas redes sociais, em que o médico aparece no chão, em volta de bastante sangue.

Na sequência do caso, o Comando Provincial da PN abriu, igualmente, sindicância contra os agentes envolvidos na detenção, para apurar as circunstâncias da morte.

Segundo o Comandante Provincial da Polícia, Eduardo Cerqueira, os mesmos estão suspensos até ao final da averiguação.

Além da suspensão e sindicância, o Ministério do Interior abriu inquérito e um processo-crime, que já corre trâmites na Procuradoria Geral da República (PGR).

Por Angop

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

%d bloggers like this: