Domingo, setembro 27, 2020

Governo anula o uso obrigatório de máscara dentro de viaturas

Notícias de Angola – Governo anula o uso obrigatório de máscara dentro de viaturas

Após a morte do jovem médico, Sílvio Dala, o Governo decidiu recuar e pretende desagravar algumas medidas, na prorrogação da Situação de Calamidade Pública, dentre elas o uso de máscara dentro das viaturas, soube o Correio da Kianda através de fontes ligadas ao Executivo.

De acordo com a nossa fonte, o anúncio será feito, nesta terça-feira, 08, durante a conferência de imprensa de actualização de dados da covid-19, a ser conduzida pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil, Adão de Almeida.

Vários sectores da sociedade estavam a pressionar o Governo para suspender a medida, desde sexta-feira, quando o pediatra Sílvio Dala perdeu a vida a caminho do Hospital do Prenda, depois de um alegado mal-estar no interior de uma esquadra policial, no bairro do Rocha Pinto, distrito da Maianga, em Luanda.

O médico teria sido interpelado por um efectivo da Polícia Nacional, por não uso de máscara dentro da sua viatura, e convidado a ir à esquadra, tendo saído de lá sem vida.

De acordo com uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República, convocada pelo Chefe de Estado, João Lourenço, a sessão do Conselho da República de Angola será de carácter extraordinário.

A última vez que João Lourenço reuniu com esse órgão de consulta foi no dia 7 de Maio do corrente ano, tendo sido também o tema de análise o impacto da pandemia da covid-19 no país.

São membros desse Conselho, o presidente da Assembleia Nacional, o presidente do Tribunal Constitucional, o procurador-geral da República, líderes de partidos políticos com assento parlamentar e outras entidades nacionais indicadas pelo Presidente da República.

Conteúdo Relacionado:

Correio Kianda

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

%d bloggers like this: