Estrelas ao Palco: Cantora Anna Joyce acusada de tribalismo

Estrelas ao Palco: Cantora Anna Joyce acusada de tribalismo

Notícias de Angola – Estrelas ao Palco: Cantora Anna Joyce acusada de tribalismo

O Informativo Angolano soube que, a cantora Anna Joyce, júri do concurso estrelas ao palco emitido pela estação televisiva Zap, é acusada nas redes sociais por prática recorrente de tribalismo, contra os concorrentes que no seu entender não têm boa dicção, por não serem natos de Luanda.

“Tens boa dicção és mesmo daqui” dirigiu-se a cantora a um concorrente de Malanje.

Nas redes sociais instalou-se uma onda frenética de contestação do comportamento a que consideram de infantil da referida cantora e um grupo de malajinos exigem que Anna Joyce  pede desculpas por ter ofendido aqueles cidadãos.

Os internautas contestam igualmente o modo como os júris do referido concurso estão a tratar os concorrentes, principalmente a Anna Joyce, que no entender dos internautas foi uma má escolha para ser júri, por não reunir requisitos básicos de educação.

“Desde o ano passado que defendo isso, estas perguntas nunca devia ser feitas entre os angolanos , meu Deus isso suscita tribalismo, e Anna Joyce é tribalista porque no ano passado fez pior…Somos todos angolanos e pronto !! Fica tipo os de Luanda sabem tudo quando na verdade não sabem nem se pronunciar direito, não sabem nada!!!” escreveu uma internauta no Facebook, quando reagia a atitude de Anna Joyce contra o concorrente da província de Malanje.

A emoção tem tomado conta dos júris do concurso, que nem medem a forma como destratam os jovens que aí procuram a oportunidade para se tornar uma estrela da música angolana.

Anna Joyce é uma cantora Angolana nascida em 29 de maio de 1987 em Luanda. Começou sua carreira no coro infantil da Igreja Matris de Odivelas em Lisboa.

C/ Club-K

Read Previous

Estudantes bolseiros do INAGBE na China descontentes com a redução dos subsídios

Read Next

SIC desmantela rede nas FAA que lesou mais de um bilhão de kwanzas ao Estado

%d bloggers like this: