Quinta-feira, outubro 22, 2020

Caso CNC: Augusto Tomás condenado a 14 anos de prisão

Notícias de Angola – Caso CNC: Augusto Tomás condenado a 14 anos de prisão

O ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomás, foi hoje condenado a 14 anos de prisão maior pelos crimes de peculato, violação de normas e, entre outros, participação económica e de abuso de poder, em cumulo jurídico.

Na leitura do acórdão no Tribunal Supremo referente ao caso Conselho Nacional de Carregadores, o juiz anunciou ainda que Isabel Bragança, antiga directora-adjunta para a Administração e Finanças do Conselho Nacional de Carregadores (CNC), vai condenada a 12 anos de prisão maior.

Manuel António Paulo, ex-diector-geral do CNC, e Rui Manuel Moita, antigo director-geral-adjunto paa a área técnica, ouviram o juiz condená-los a 10 anos de prisão maior.

Eurico da Silva, coordenador da área das participações sociais e investimento, viu a sua pena de dois anos de cadeia suspensa pelo mesmo período de tempo.

Os quatro réus condenados a prisão maior recolheram de imediato à cadeia, onde Augusto Tomás já estava preventivamente, desde Setembro do ano passado.

De realçar que, todos os réus ficam obrigados a pagar multas.

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

let's talk!

%d bloggers like this: