UNITA pressiona a investigação das empresas públicas

UNITA pressiona a investigação das empresas públicas

O maior partido da oposição, continuará a insistir à Assembleia Nacional , a fim de se criar comissões de inquérito que terão a função de investigar os casos do Fundo Soberano de Angola, do banco BESA, SONANGOL e da dívida pública.

A decisão que saiu do final do encontro do Comité Permanente, maior órgão do partido, orientou os seus deputados a “voltarem a propor a criação das comissões de inquérito”.

“Voltar a propor junto da Assembleia Nacional, os pedidos da criação de Comissões Parlamentares de Inquérito sobre os casos do Banco Espírito Santo Angola (BESA), sobre a Dívida Pública, sobre o Fundo Soberano e sobre a SONANGOL”.

“Estes e muitos outros acontecimentos contribuíram para o agravamento da pobreza que devasta o país e do funcionamento ineficaz das instituições continuam envolvidos num cobertura de silêncio sem que o soberano saiba a verdade sobre as causas da sua desgraça, apesar da Constituição do País lhe garantir o direito de se informar e ser informado, sem dificuldades”.

Adalberto da Costa Júnior, presidente do grupo Parlamentar, adiantou que o grupo Parlamentar da UNITA continuará a pressionar Assembleia Nacional.

UNITA pressiona a investigação das empresas públicas

No anterior mandato o Grupo Parlamentar da UNITA solicitou a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Fundo Soberano, à SONANGOL e ao banco BES, continuam válido, pressionaremos para que se consiga constituir essas comissões parlamentares de Inquérito, apontou o líder parlamentar.

Read Previous

Barril do petróleo Brent em baixa

Read Next

BNA Comunica : Procedimentos para devolução de depósitos nos Bancos Mais e Postal

Deixe aqui o seu comentário

%d bloggers like this: