Domingo, setembro 27, 2020

Covid-19: Guiné Equatorial expulsa representante da OMS por falsificar números de casos

África – Guiné Equatorial expulsa representante da OMS por falsificar números de casos

A Guiné Equatorial expulsou o representante da OMS por falsas estatísticas de coronavírus, assim sendo o país se une ao Burundi na liga de países que pediram a saída da Organização Mundial da Saúde ( OMS) .

A representante da OMS, Triphonie Nkurunziza é acusada de “falsificar” a contagem de casos de coronavírus no país. O Dr. Nkurunziza, no entanto, permanece em Malabo por enquanto, porque não há voos de saída.

agência de notícias AFP informou o desenvolvimento citando um documento do Ministério das Relações Exteriores e uma fonte da agência de saúde da ONU. A ordem de saída é aliada às estatísticas do COVID -19.

“Não temos problemas com a OMS , temos com o representante da OMS em Malabo”, disse o primeiro-ministro Pascual Obama Asue, ao Senado no final da semana passada.

A AFP cita uma fonte no escritório da ONU na capital, Malabo, dizendo: “O governo pediu que ela fosse, recebemos um documento – ela é acusada de falsificar os números do COVID -19″.

Casos confirmados = 1.306
Óbitos = 12
Recuperações = 200
Casos ativos = 1.094

Estatísticas da Universidade John Hopkins válidas a partir de 3 de junho, 13:00 GMT

Conteúdo relacionado:

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

%d bloggers like this: