Domingo, outubro 24, 2021
Njiletu store seja vendedor Njiletu store seja vendedor Njiletu store seja vendedor
ANUNCIO

General Kopelipa acusado de desviar 750 milhões de dólares

General Kopelipa acusado de desviar 750 milhões de dólares, dinheiro que seria utilizado para requalificação do Cazenga e Sambizanga

O Informativo Angolano soube que, o antigo Chefe da Casa de Segurança do PR, general Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa” , a semana passada, ouvido como declarante, na Direção Nacional Investigação e Ação Penal (DNIAP), da PGR, no seguimento de dois processos levantados contra a sua pessoa.

O primeiro processo está relacionado a um terreno destinado a construção do novo complexo Hospitalar das Forças armadas angolanas. Até Janeiro do corrente ano, as obras estavam paradas tendo o Presidente João Lourenço intervindo por via de um despacho declarando a “necessidade urgente de garantir a continuidade das obras”, de forma a “melhorar a assistência e acompanhamento médico aos doentes a nível do sistema de saúde pública”.

O segundo processo, foi movido pela empresa de construção Jeosat Angola, cujo proprietário, Carlos Martins Rodrigues implica o general no apoderamento de 750 milhões de euros destinados ao projecto de requalificação das obras do Sambizanga e Cazenga.

Angola poupa 80 milhões de dólares com produção da Biocom

Segundo a queixa do construtor, tratou-se de uma garantia soberana que o então Presidente José Eduardo dos Santos, autorizou em Agosto de 2010, – a favor da JEOSAT – para construção de habitação barata e rápida e requalificar as zonas urbana de Luanda. Os fundos ficaram alocados no extinto banco BESA (agora Banco Economico), detido pelos generais Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa” e Leopoldino Fragoso do Nascimento.

Os colaboradores do antigo Chefe de Estado, conforme a denuncia de Carlos Rodrigues terão se “apoderado” da garantia soberana dos 750 milhões de euros e fizeram levantamento deste fundos três vezes, o que preforma a 3,15 bilhões de dólares.

Rodrigues cita os generais “Kopelipa”, Fragoso do Nascimento “Dino” e José Filomeno dos Santos como figuras que “ficaram” com os fundos que seriam para a sua empresa, razão pela qual, os dois citados municípios de Luanda nunca foram objectos de qualificação.

Fonte: Club-K

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Njiletu Store seja vendedorNjiletu Store seja vendedorNjiletu Store seja vendedor
ANUNCIO

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

%d bloggers like this: