Quarta-feira, setembro 23, 2020

É a vez de África, estamos prontos para liderar o nosso futuro – diz Ex-Vice Presidente da Zâmbia

É a vez de África,  estamos prontos para liderar o nosso futuro – diz  Ex-Vice Presidente da Zâmbia

Declarações de Nevers Mumba, ex-Vice-Presidente da Zâmbia e Presidente do Movimento pela Democracia Multipartidária (MMD).

DECLARAÇÃO DO DIA DA LIBERDADE DA ÁFRICA

Antes de nos tornarmos escravos em nosso solo, éramos livres. Éramos amplamente considerados como o continente mais rico do mundo. Foi, de fato, para nossa riqueza que fomos colonizados. Foi para nossa riqueza que fomos divididos e enfraquecidos. Hoje devemos lembrar que a África é o berço original da civilização humana.

Ao comemorarmos o Dia da África deste ano, devemos lembrar que significamos como era o começo da vida. Portanto, é impossível manter um povo como nós em cativeiro. Este dia deve nos lembrar que temos nossos próprios heróis e libertadores. Devemos honrá-los publicamente e escrever nossos próprios livros. Nossa história deve ser recontada deliberadamente neste dia.

LIÇÕES DA HISTÓRIA

Conhecido como Dia da Liberdade da África, Dia da Libertação da África ou Dia da África. Hoje tem um valor significativo para todo africano. Isso nos lembra de nossas proezas como povo de nos libertarmos dos grilhões do colonialismo e cria esperança que, unidos, possamos derrotar qualquer inimigo que possa se erguer contra nós agora ou no futuro. Com nossas próprias mãos, derrotamos exércitos coloniais bem oleados.

Bastou a decisão de nunca mais ser escravos em nosso próprio solo. A decisão foi acompanhada por líderes destemidos e de princípios que, ao preço de seu próprio sangue, libertaram o continente da escravidão. É por esse motivo que todo africano deve comemorar esse dia.

O NOSSO ESTADO

Hoje, a África se destaca como um dos continentes mais iluminados. Produziu grandes estudiosos. Historiadores, cientistas, médicos e muitos outros campos. Produziu nomes como Ali Mazrui, Chinua Achebe, Patrice Lumumba e outros que diagnosticaram habilmente o problema central do nosso continente. Da má governança aos altos níveis de pobreza criados por nossa própria ignorância sobre quem somos como povo.

O PÓS-COVID-19

Estamos vivendo um momento crucial na história do mundo. Depois do COVID-19, o mundo está prestes a mudar do que era antes do COVID-19. Somos a geração escolhida para moldar o mundo de amanhã. Nós somos a transição.

Minha mensagem para todos os africanos na era pós-COVID é insistir em que estruturemos nosso próprio futuro. Não devemos esperar que o Ocidente prescreva um futuro para nós. Se o fizerem, eles nos colocarão exatamente onde querem que estejamos, e isso será o final da nova civilização, como antes. Em 1884, na Conferência de Berlim, onde a África foi distribuída aos países europeus, nenhum africano foi convidado para a mesa. Na Segunda Guerra Mundial, os africanos foram mobilizados para irem lutar ao lado de nossos mestres coloniais. Um número incontável de africanos perdeu a vida, mas quando se tratava de compartilhar os benefícios da vitória, Grã-Bretanha, França, Estados Unidos e outros excluíram a África. A única coisa que conseguimos foi um novo nome de “Terceiro Mundo”.

A história está de volta, exceto que desta vez nos encontrou crescidos, amadurecidos e mais esclarecidos. Aceitar o banco de trás novamente seria um ato de imprudência de nossa parte.

Algumas das áreas que devemos começar imediatamente a interrogar são como proteger e gerenciar nossa riqueza (recursos naturais). Devemos procurar um novo sistema pelo qual possamos nos governar, que atenda às nossas aspirações como povo. Devemos ser ousados ​​o suficiente para abraçar nossos valores culturais acima daqueles que importamos através da televisão e da Internet. Devemos promover nossos alimentos naturais que nos mantiveram saudáveis ​​durante toda a nossa história. Nós devemos promover nossa própria música. Devemos promover nossas próprias roupas. Devemos ter orgulho de nossas próprias línguas.

Se não fizermos o que queremos, estaremos sempre no final da linha imitando os que estão à nossa frente. Esta é uma batalha que nunca podemos vencer. Não podemos vencer um americano por ser americano. Nem um americano pode derrotar um africano por ser africano. É mais fácil ser uma cópia carbono do que um original. Não devemos escolher o caminho mais fácil. A pandemia de Coronavírus oferece uma oportunidade muito incomum para recuperar nossa herança e nossos valores dados por Deus. Se perdermos esse ponto de virada, teremos que esperar mais cem anos antes de podermos remodelar nosso próprio destino.

A maior parte dessa transformação dependerá do tipo de liderança que a África deve selecionar além do COVID-19. Se tudo acontecer como sempre, com eleições fraudulentas, a situação da África será pior do que no século passado. Destruiremos nosso próprio futuro à nossa destruição.

Além do COVID-19, os países africanos devem alinhar suas relações multilaterais com o resto do mundo. Devemos revisitar todas as relações com a China, EUA, União Europeia, Índia e outras nações do G7. Nossas relações devem se basear no respeito mútuo. Para conseguir isso, precisamos alavancar futuras relações bilaterais ou multilaterais em nossos recursos naturais incontestáveis. Além disso, devemos evitar a tentação de envolver as maiores economias do mundo como países individuais. Devemos alavancar nossa população de 1,3 bilião como continente ao lidar com a China, por exemplo. O Gabão, com uma população de 2,2 milhões e um PIB de 16,8 biliões, não pode negociar com a China com uma população de 1,3 bilião e um PIB de 13,6 triliões.

Hoje, entendemos completamente os nossos problemas como um continente. É hora de mudar a nossa história. Para fazer isso, precisamos de um novo pensamento e nova liderança no continente.

Precisamos criar grupos de reflexão especiais que constituam os melhores cérebros e corações que a África possui, para lidar com uma nova abordagem de governança e gestão de nossos recursos.

África está pronta para liderar.

Obrigado.

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

%d bloggers like this: