TAAG assina contrato de carga de 200 milhões de USD/ano com China Lucky Aviation

TAAG

Notícias de Angola – TAAG assina contrato de carga de 200 milhões de USD/ano com China Lucky Aviation

A companhia aérea de bandeira nacional, TAAG, assinou, esta quarta-feira, um acordo comercial com o grupo de aviação chinês Lucky Aviation, no valor de 200 milhões USD por ano, durante três anos, para transporte de carga, totalizando 600 milhões USD. A TAAG entra na parceria com a aeronave e a parte chinesa com a carga, que depois será distribuída para outros destinos em quatro continentes.

A carga vai sair da cidade chinesa de Changsha, com destino ao aeroporto Internacional 4 de Fevereiro em Luanda, que servirá de hub para vários destinos na América do Sul, Ásia, Europa e países da Africa subsariana.

Nesta primeira fase, a carga é transportada na aeronave Boeing 777-200 ER da TAAG, com capacidade para transportar até 56 toneladas (ton). As outras oito aeronaves do mesmo modelo, que operam com voos comerciais regulares de passageiro, servirão de apoio para levar a carga para outros destinos.

Os voos vão ser fretados duas vezes por semana, a contar com a semana da assinatura do acordo. Mais tarde, se tudo correr bem, poderá escalar com mais uma aeronave Boeing 777-300 ER, com capacidade para transportar 76 ton.

Abrindo a possibilidade de novas rotas com origem noutras cidades chinesas, nomeadamente Hong Kong, Chengdu Tianfu, Guangzhou, Chengdu Shuangliu, Shangai Hongqiao e Beijing, a capital da china.

Este acordo assinado esta quarta-feira faz parte da estratégia da transportadora aérea nacional para diversificar as suas fontes de receitas, “potenciar negócios a nível global, criar sinergias entre países e posicionar Luanda como um centro capaz de interligar a América latina, África, Ásia e a Europa”.

Em termos práticos, é uma forma de ter outras receitas através do transporte de carga e sair da dependência dos voos comerciais regulares internacionais de passageiros.

De acordo com representante do grupo chinês, Tongxi Li, o projecto vai ajudar a alavancar o desenvolvimento da indústria de logística aeronáutica e o desenvolvimento do comércio de exportação de mercadorias do País.

A parceira com a empresa chinesa tem também o propósito de expandir ainda mais os produtos de origem asiática no mercado nacional e noutros mercados da região africana e está de olhos postos no novo aeroporto internacional que, pelas suas infraestruturas, poderá ter maior fluxo de transporte de cargas e de passageiros.

O acordo também envolverá voos comerciais de passageiros de e para China, mas esse não é um aspecto prioritário, segundo a TAAG, sendo necessário antes acertar detalhes técnicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

%d bloggers like this: