Empresários britânicos querem investir 20 mil milhões de dólares

Empresários britânicos querem investir

Empresários britânicos querem investir em Angola cerca de 20 mil milhões de dólares em sectores a definir nos próximos meses, anunciou ontem, em Luanda, Robert Herson, da Invest-Africa, no final de uma audiência com o Presidente da República, João Lourenço.

Empresários britânicos querem investir
empresários britânicos querem investir

À imprensa no final da audiência no Palácio da Ci-dade Alta, o britânico garantiu que, nos próximos meses, será possível ter uma imagem clara das empresas daquele país que pretendem investir, os sectores e quais serão os montantes.

Robert Herson, que chefiou a delegação britânica de 11 empresários na deslocação que fez ao Palácio Presidencial, disse que a intenção é investir fundamentalmente nos sectores da Agricultura e em toda a sua cadeia de produção alimentar, bem como no domínio Mi-neiro, Petróleo e Gás, Transporte e Logística, Transportes e Infra-estruturas. Em relação à importância que os em-presários atribuem à visita, o britânico realçou o facto de a delegação de empresários de vários sectores ser muito abrangente.

Robert Herson afirmou que o investimento dos em-presários que integram a delegação deve ser efectivado depois do encontro de ontem com o Chefe de Estado angolano. O chefe da delegação empresarial do Reino Unido explicou que o propósito do encontro com o Chefe de Estado angolano foi também para felicitá-lo pelas reformas que está a empreender em Angola.

Robert Herson sublinhou que a visita da delegação em-presarial visou, entre outros aspectos, encorajar o Presidente da República a continuar com as reformas, que passam pelo combate à corrupção e proporcionar uma viragem económica por via da diversificação.

 

Noticias de Angola:

“Se, na verdade, continuar nesta linha, Angola irá alcançar muitos resultados positivos muito brevemente em relação à atracção de mais investimentos e à diversificação da economia”, disse o empresário.

Segundo o empresário, foram analisados no encontro com o Presidente João Lourenço as prioridades de An-gola. “Prometemos trabalhar juntos e acreditamos que, se Angola continuar neste caminho e todas as reformas forem concretizadas, dentro em breve em Angola haverá um fluxo maior de investimentos estrangeiros proveniente do Reino Unido”, realçou o em-presário britânico.

 

Comércio na agenda

O Fundo de Exportação de Capitais do Reino Unido dispõe de 700 milhões de dólares para investimentos em Angola nos domínios do Comércio, Agricultura, Turismo, Educação, Recursos Minerais, Indústria Transformadora, Transportes e Infra-estruturas.

O presidente da Câmara de Comércio Angola-Reino Unido, Bráulio de Brito, anunciou o montante terça-feira, à margem de um Fórum de Investimento Privado realizado entre empresários angolanos e membros da missão do país europeu que se encontra no país desde segunda-feira.

A embaixadora britânica, Jessica Hand, proferiu declarações que sustentam a disponibilização das verbas, declarando que o seu país está envolvido no apoio ao desenvolvimento económico de Angola e à política governamental de diversificação da economia.

Jessica Hand considerou que as reformas económicas iniciadas pelo Presidente João Lourenço estão a traduzir-se no crescimento do interesse e confiança dos investidores. “A visita esta semana, a Angola, de empresários britânicos, serve para demonstrar não só a importância contínua que o Reino Unido atribui à relação com Angola, mas também o progresso comercial tangível feito entre os dois países”, sublinhou o empresário.

A missão empresarial britânica é constituída por membros da Invest-Africa, a principal organização do país especializada no apoio comercial e na elaboração de estratégias de investimento.

 

Fonte: Jornal de Angola

Read Previous

Presidente da CNE pede demissão do cargo

Read Next

Luanda necessita de mil e 800 autocarros em circulação

Deixe aqui o seu comentário

%d bloggers like this: