Angola é auto-suficiente em seis produtos alimentares | Informativo Angolano

Destaque Económico – Angola é auto-suficiente em seis produtos alimentares

A mandioca, batata-doce, banana, ananás, ovos e a carne de cabrito são apontados pelo Governo angolano como os produtos que alcançaram a auto-suficiência no país, de acordo com o Relatório da Campanha Agrícola (RCA) 2019/2020.

No documento, citado pela Angop, ontem, vem expresso que a quantidade desses bens produzidos em Angola é suficiente para satisfazer as necessidades do mercado nacional, sem recorrer à importação, facto que torna o país autónomo na produção e distribuição.

Sem dados concretos para aferir a real quantidade de produtos agro-pecuários que os consumidores procuram, anualmente, no país,  o Relatório da Campanha Agrícola (RCA) aponta a fileira de raízes e tubérculos como a que mais se destacou neste período, com o cultivo da mandioca, batata e batata-doce a totalizar 11 milhões 823 mil 262 toneladas.

Segundo esse documento do Ministério da Agricultura e Pescas (MINAGRIP), o total da produção representa um aumento de 6,2 por cento comparativamente ao período de 2018/2019.

O RCA 2019/2020 indica que a referida quantidade foi colhida numa área de 982 mil 532 hectares (+5,8 por cento), numa média de 12 mil 033 quilogramas por hectare (kg/ha), nas províncias do Uíge, com 20,9 por cento, Malanje (14,9), Cuanza-Sul (9,3), Moxico (8,5) e Lunda-Sul (6,4 por cento), respectivamente.

Dos três tubérculos, a maior parte da produção recai sobre a mandioca, que somou nove milhões 592 mil 870 toneladas (+6,6 por cento), sendo oito milhões 958 mil 415 cultivadas pelas Empresas Agrícolas Familiares (EAF) e 634 mil 454 pelas Empresas Agrícolas Empresariais (EAE), sendo 12 mil 931 kg/ha.

A batata-doce atingiu um milhão 749 mil 832 toneladas (+4,1 por cento), num somatório de um milhão 596 mil 453 das EAF e 153 mil 379 das EAE, na razão de nove mil 992 kg/ha.

Ainda na fileira das raízes e tubérculos, a batata somou 480 mil 560 toneladas (+5,6 por cento), das quais 252 mil 141 foram produzidas pelas EAF e 228 mil 419 pelas EAE, numa média de sete mil 327 kg/ha.

Jornal De Angola 

Leave A Reply

Exit mobile version