Regime angolano manda cortar internet no dia das eleições

O regime  do Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço, é citado como tendo orientado o corte do sinal da internet, em todo território nacional, entre  o dia 22 até ao 28 do corrente mês. As operadoras de telecomunicações  foram orientadas a justiçar  “razões de congelamento”.

O corte de internet, tem sido uma realidade em vários países não democráticos no continente africano visando evitar que os eleitores partilhem resultados eleitorais das actas sínteses que são  afixados na parede das Assembleia de Voto. Com a partida destes dados, os partidos políticos ficam habilitados em fazer comparação entre os resultados das assembleias de voto e os resultados divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral.

A UNITEL, em comunicado que o Club-K teve acesso, alega “esta medida, visa, sobretudo garantir a estabilidade e qualidade de rede e serviços para todos os clientes UNITEL e sobretudo ás instituições publicas, dada as circunstancias acima referidas”.

Fonte: Club-K

 

Leave A Reply

Exit mobile version