Domingo, setembro 27, 2020

Silêncio do Governador de Luanda poderá deixar mais de 300 pessoas no desemprego nos próximos dias

Notícias de Angola – Silêncio do Governador de Luanda poderá deixar mais de 300 pessoas no desemprego nos próximos dias

O silêncio do Governador de Luanda, Sergio Luther Rascova Joaquim, poderá deixar, nos próximos dias, um número considerável de cidadãos no desemprego. Afirmam, vendedores da feira do Kilamba.

Em causa está, um impasse, entre a actual Administração do Kilamba, e a empresa DM, gestora de um espaço, nas imediações daquela mesma centralidade, onde foi instalado um parque, que se transformou numa feira comercial de atrações diversas.

Com um investimento acima dos 50 milhões de kwanzas, a feira do Kilamba, é vista como um lugar, que já criou mais de trezentos postos de trabalho, postos estes, que com a orientação da nova Administração daquela Centralidade, em paralisar o projecto, poderão deixar de existir.

Administração do Distrito Urbano do Kilamba, está a ser acusada de “oportunismo”, e apontada, como estando a desrespeitar, um contrato de exploração celebrado em 2017, entre a anterior Administração, liderada pelo João Baptista Domingos, e a empresa DM e filhos lda, representada pela empresária Domingas Ngola, que reivindica uma orientação da actual Administração do Kilamba, que segundo explica, de estar procurar “artimanhas” sem fundamentos legais para suspender o contrato de exploração de um parque.

O impasse, que já dura alguns dias, deixou o parque fechado, e paralisado, e consequentemente, está a deixar revoltado, centenas de cidadãos, que fazem daquele lugar, um local do seu ganha pão.

Contactada pelo Correio da Kianda via telefone, apartir de França, País onde se encontra em tratamento médico, Domingas Ngola, diz, estar a ser alvo de exclusão, uma vez, que o parque paralelo ao seu, não estar a ser alvo de perseguição, por supostamente, estar a ser gerido, pela empresa do actual Director do Gabinete Jurídico, Sr. Domingos.

Domingas Ngola acrescenta, questionando, as razões de estarem na base da suspensão do seu projecto, uma vez, segundo avança, depois de vários gastos por si feita, só agora, é que a Administração do Kilamba procura tomar tal posição.

“ A pergunta que eu faço a Administração, é, porquê que até agora, depois de tudo estar feito e funcional, é que eles vêm sem moratória, chegar e fechar, e se isto tem haver mesmo com os procedimentos administrativos, questiona a empresária.
Aprovada pela antiga Administração do Kilamba, o parque “Ngola Kilamba, foi suspenso de continuar as suas actividades, pela nova direcção da Administracão, agora dirigida pelo Administrador Murtala Marta, que prometeu falar para este jornal nos próximos dias.

O Informativo Angolano sabe que o assunto já é dominado pelo Governo Provincial de Luanda, mas que até ao momento continua em silêncio.

C/ CK

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

%d bloggers like this: