Príncipe Harry planeia visitar Angola em outubro

Mundo – Príncipe Harry planeia visitar Angola em outubro

O Informativo Angolano soube que, o Príncipe Harry e Meghan Markle estão a planear uma deslocação no próximo outono a vários países africanos, com destaque especial para Angola, país que a princesa Diana visitou nos anos 90 para chamar a atenção para a necessidade e banir a utilização de minas terrestres.

Príncipe Harry planeia visitar Angola em outubro

Meghan Markle e o príncipe Harry, possivelmente acompanhados pelo seu filho recém-nascido Archie, vão visitar Angola, África do Sul, o Botsuana e o Malaui.

A passagem por Angola surge como a parte da viagem de maior valor simbólico, pois o duque e a duquesa de Sussex pretendem dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela princesa Diana no campo do combate à utilização de minas terrestres antipessoal.

Diana esteve em Angola em janeiro de 1997 para apoiar o trabalho de desminagem no país, então ainda a viver em situação de guerra civil, desenvolvido pela ONG Halo Trust. Então, Diana chamou a atenção para o problema ao atravessar um campo de minas ainda ativas.

Apesar de ter estado envolvida em diferentes projetos sociais, como o combate à sida e o apoio aos sem-abrigo, é pelo seu empenho nas campanhas contra a utilização de minas terrestres que Diana é particularmente recordada. Na época, as minas eram ainda usadas em numerosos conflitos, apesar de serem consideradas uma arma particularmente desumana e cruel que originava um importante número de baixas civis.

Por isso mesmo, a princesa de Gales estava plenamente ciente que o seu envolvimento chamaria a atenção para o tema. Não por acaso duas das imagens mais célebres de Diana estão diretamente associadas às campanhas antiminas: aquela em que surge ao lado de uma jovem angolana então com 13 anos, Sandra Thijika, que perdera uma perna em resultado da explosão de uma mina, e aquela em que Diana junto de um campo por desminar.

O envolvimento de Diana na campanha internacional que se desenvolvia então pela abolição do uso de minas terrestres é considerado como decisivo no processo que culminaria com a assinatura do Tratado de Otava, em dezembro de 1997, onde se interdita a utilização deste tipo de engenhos.

Com a viagem prevista para outubro, o príncipe Harry retoma em Angola o trabalho de Diana nesta matéria, matéria em que tem estado ativo desde há vários anos, tendo no quadro destas campanhas, por exemplo, visitado Moçambique em 2010.

Harry já visitou Angola em 2013, tendo declarado na ocasião que desejava prosseguir de forma ativa o trabalho da mãe. Na próxima segunda-feira, dia 17, está prevista a sua presença na conferência “Mine Clearance, Conservation and Economic Development in Angola” (Desminagem, Proteção da Natureza e Desenvolvimento Económico em Angola), que se realiza na Chatham House, em Londres.

Na deslocação por aqueles quatro países africanos, em que está ainda por definir se Archie, que terá então seis meses, acompanhará os país, além do tema das minas (cuja erradicação total está prevista para 2025), Meghan e Harry mostrarão o seu apoio a projetos de conservação da natureza e da vida selvagem, na criação de oportunidade para os jovens e no combate a doenças como a sida.

Sinal do envolvimento que Meghan e Harry querem manter com África, o casal já anunciou que tenciona passar largas temporadas no continente e aqui desenvolver e apoiar projetos sociais e ambientais.

%d bloggers like this: