Julgamento adiado por falta de viatura para transportar os presos para o Tribunal

A falta de viatura para transportar os detidos desde a cadeia até ao Tribunal levou ao adiamento do julgamento dos homens que assassinaram a tiro o ex-estudante bolseiro, Jorge Peterson da Silva Miguel, de 26 anos, no bairro Gamek em Luanda, à saída de uma agência do Banco BIC, onde tinha ido levantar seis milhões de Kwanzas.

Julgamento adiado por falta de viatura
Julgamento adiado por falta de viatura

Segundo o tribunal, a Direcção dos Serviços Prisionais esclareceu que a situação deveu-se à falta de viatura para transportar os dois prisioneiros, sem adiantar para quando está prevista a resolução do problema e, por isso, quando será iniciado o julgamento.

Julgamento adiado por falta de viatura.

Todas as condições estavam criadas para o julgamento que devia ter começado às 10:00 de hoje, mas, quando eram 12:00, o juiz, Vidal Romeu, questionou a demora dos réus e pediu para o ocial de justiça contactar a Prisão da Comarca de Viana no sentido de saber a razão da demora dos dois presos”, disse ao NJOnline uma fonte do tribunal.

Face a este cenário, o julgamento foi suspenso sem mesmo ter sido iniciado sem que tivesse sido marcada nova data.

“Estamos a aguardar uma resposta da comarca, não podemos dar data porque o erro não foi cometido pelo tribunal e quando os Serviços Prisionais tiverem as condições reunidas, o tribunal vai agendar uma nova data”, armou a fonte.

O NJOnline contactou o porta-voz dos Serviços Prisionais, Menezes Cassoma, que disse não ter informação do caso prometendo um esclarecimento em breve.

“Não tenho está informação, já contactei o director da cadeia, estão a averiguar o caso, tão logo existirem mais dados disponíveis sobre está questão, falaremos”, disse o ocial.

Os arguidos deviam hoje começar a responder no processo em que são acusados de assassinar um jovem na Av. 21 de Janeiro, no bairro da Gamek, quando a vitima e um amigo, a quem tinha pedido boleia, foram perseguidos por quatro elementos em duas motorizadas, acabando Jorge Peterson da Silva Miguel a ser baleado pelos criminosos.

Os dois indivíduos que deviam ter começado a ser julgados hoje fazem parte do grupo inicial de quatro assaltantes, sendo que dois permanecem fugidos às autoridades.

 

Fonte: Novo Jornal

%d bloggers like this: