PR João Lourenço recebe Adalberto da Costa Júnior em audiência

João Lourenço Adalberto Costa Júnior

Notícias de Angola – PR João Lourenço recebe Adalberto da Costa Júnior em audiência

Adalberto Costa Júnior tomou posse como novo membro do Conselho da República, a par do presidente da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Nimi a Simbi, e do nacionalista Jorge Alicerces Valentim.

O Presidente angolano, João Lourenço, e o líder do principal partido da oposição, Adalberto da Costa Júnior, vão encontrar-se esta sexta-feira (01.04), anunciou o presidente da UNITA.

Adalberto Costa Júnior falava após a cerimónia de tomada de posse como novo membro do Conselho da República, a par do presidente da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Nimi a Simbi, e do nacionalista Jorge Alicerces Valentim.

O presidente da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), que regressa hoje ao Conselho da República depois de ter sido afastado do órgão na sequência da anulação do XIII Congresso do partido, realizado em 2019, disse que fará o que estiver ao seu alcance para contribuir para a estabilidade, paz e desenvolvimento, em especial num ano de eleições, para que este ato seja realizado “num ambiente de absoluta tranquilidade”.

A tomada de posse de hoje é já um dos elementos desanuviadores face à “apreensão” que se tem manifestado.

Diálogo institucional

Outro “sinal importante” é a audiência que terá na sexta-feira com João Lourenço.

“Acabei de ser convidado, amanhã [sexta-feira], para uma audiência com o Presidente da República. Este elemento vem ao encontro da expectativa que temos, de diálogo institucional, e acaba por ser o elemento mais importante nestes desafios que temos para garantir um futuro de estabilidade”, declarou.

Por outro lado, o Presidente angolano disse que espera empenho e dedicação dos novos conselheiros, sendo que dois deles foram indicados para o órgão por inerência de funções, em virtude de terem sido eleitos líderes dos respeitos partidos políticos, que realizaram há relativamente pouco tempo congressos de renovação das suas direções.

“O que nós esperamos dos conselheiros é a sua experiência, os seus conhecimentos”, salientou o chefe do executivo, lembrando que, em alguns meses, os angolanos vão às urnas para escolher os seus representantes na Assembleia Nacional, tornando-se o candidato do partido mais votado o Presidente da República.

“Com certeza que, por maioria de razão, este é o ano em que o Presidente mais precisa do trabalho dos conselheiros”, afirmou.

C/ DW

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

%d bloggers like this: