Sábado, dezembro 5, 2020

David Mendes abandona grupo parlamentar da UNITA

Última Hora – David Mendes abandona grupo parlamentar da UNITA

Deputado independente eleito em 2017 na lista do círculo nacional da UNITA, David Mendes, informou, neste domingo, 01, no espaço de debate “Revista Zimbo”, que vai formalizar, na próxima terça-feira, 03, a sua decisão de abandonar o grupo parlamentar do “galo negro”, por alegadamente “não compactuar com pessoas intolerantes”.

“David Mendes vai abandonar o grupo parlamentar da UNITA”, a notícia foi avançada pelo jurista durante o espaço de análise dos factos da semana. O advogado e professor universitário deverá anunciar, ainda nesta terça-feira, a sua decisão, através de um comunicado que será enviado à Assembleia Nacional, pretendendo manter-se como deputado não-inscrito.

“Vou abandonar o Grupo Parlamentar da UNITA e pretendo continuar como deputado independente. Terça-feira vou formalizar a minha saída. Não compactuo com pessoas que não têm tolerância”, avançou.

David Mendes disse ainda que terá conversado sobre a decisão de se desvincular do grupo parlamentar da UNITA, na tarde deste domingo, com o ex-presidente daquele partido, Isaías Samakuva. De acordo com o deputado, como sinal de respeito, por ser ele que o convidou para juntar-se a lista da UNITA.

“Agradeço ao presidente Samakuva por ter me convidado e ter tentado me persuadir, após duas horas de conversa”.

O também comentarista residente da TV Zimbo reiterou que está a sofrer perseguição por parte do partido que representa no parlamento.

“A vida não tem preço e a minha família não está disposta a perder alguém por um partido que não tolera alguém com pensamento diferente”, disse.

A ruptura de David Mendes com o maior partido na oposição estará relacionada com divergências em diversas matérias em relação às posições do advogado nos seus comentários na TV Zimbo contra a UNITA, com grande destaque ao último posicionamento sobre a participação da UNITA na manifestação de sábado, 24, em que o comentarista considerou um erra estratégico por parte deste partido.

O parlamentar denunciou ainda que os deputados da UNITA recebem orientações de voto e que há censura aos deputados.

Mendes também disse que após ter recebido ameaça de morte, não recebeu qualquer apoio do partido UNITA, mas que recebeu apoio e foi encorajado pelos seus colegas deputados, com grande destaque o presidente da bancada parlamentar Liberty Tchiaka, a quem agradeceu pelo apoio.

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

let's talk!

%d bloggers like this: