Hello, AMP world.
ECONOMIA

BNA altera valores limite para levantamentos, pagamentos e transferências no multicaixa

dezembro 12, 2020 7:57 pm

Notícias de Angola – BNA altera valores limite para levantamentos, pagamentos e transferências no multicaixa

A partir de 9 de Janeiro de 2021 entram em vigor novos limites para levantamentos de dinheiro, pagamentos e transferências no multicaixa.

O instrutivo nº 19/2020 de 9 de Dezembro do Banco Nacional de Angola (BNA) define os limites de valores para emissão de cheques, para a realização de operações na rede multicaixa e Sistemas de Compensação e
Liquidação, “de modo a mitigar os riscos associados à sua utilização”, justifica o banco central.

Assim, o limite máximo diário de levantamento e de transferência de dinheiro nas caixas automáticas e Terminais de Pagamentos Automáticos (TPA) passa de 50 para 60 mil Kz. O instrutivo publicado no site do banco central fixa em 19.999.999,99 Kz o valor máximo diário de pagamentos por cartão, no multicaixa, excepto nas operações de pagamento para o ministério das Finanças e Instituto Nacional de Segurança Social, que poderão ir até aos 99.999.999,99 kz.

No que refere a transferências, o valor máximo diário por cartão é de cinco milhões Kz, enquanto o valor máximo diário de compras em TPA passa a ser de seis milhões de kwanzas.

Já no Sistema de Transferência a Crédito, o valor máximo por operação nas transferências realizadas é fixado em 19.999.999,99 Kz, ficando isentas deste limite as operações relativas ao ministério das Finanças, nomeadamente o pagamento de salários da função pública e o pagamento do Estado aos seus fornecedores e as operações do Instituto Nacional de Segurança Social, nomeadamente, pagamentos a fornecedores e pagamentos referentes às prestações sociais.

A partir de 9 de Janeiro, os cheques normalizados só podem ser emitidos até ao valor de 9.999.999,99 Kz.

Expansão

Share

Recent Posts

Tags: Transportes em Angola Viagens internacionais

Novo Aeroporto de Mbanza Kongo vai gerar cerca de 500 postos de trabalho

Tags: Telecomunicações em Angola Televisão em Angola

Televisão por satélite vai custar 10,8 milhões de euros