Angola negoceia empréstimo de 1,13 milhões de dólares ao Deutsche Bank

Notícias de Angola – Angola negoceia empréstimo de 1,13 milhões de dólares ao Deutsche Bank ( Banco de origem alemã)

O Informativo Angolano soube que, o Deutsche Bank vai emprestar mil milhões de euros (1,13 milhões de dólares) ao Estado angolano, que acaba de publicar em diário da república as garantias de Estado inerentes ao empréstimo, num despacho assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço.

Angola negoceia empréstimo de 1,13 milhões de dólares ao Deutsche Bank
Angola negoceia empréstimo de 1,13 milhões de dólares

O empréstimo, a ser concedido pelo Deutsche Bank Espanha, é destinado ao “fomento do setor privado angolano” e será concretizado “através de acordos-quadro de financiamento a celebrar com bancos comerciais nacionais” angolanos, pode ler-se no despacho do Diário da República angolano de 9 de abril.

O despacho aprova ainda a minuta e anexos dos vários acordos-quadro e confere ao ministro angolano das Finanças a autorização de exercer a qualidade de garante do Estado na assinatura dos mesmos.

Notícias de Angola

FMI aconselha o Governo angolano a ter calma nos novos endividamentos

O despacho estabelece finalmente que as garantias soberanas (Cartas de Garantia) aos acordos individuais de financiamento que venham a ser celebrados ao abrigo dos acordos-quadro “são concedidas casuisticamente, de acordo com as especificidades de cada projeto e desde que se destinem aos setores da Agricultura, Indústria, Agro-Pecuária e Pescas”.

Sobre o Deutsche Bank

O Deutsche Bank (em português: “Banco Alemão”) é uma das maiores instituições financeiras do mundo. Foi fundado em 22 de janeiro de 1870, em Berlim, para promover e facilitar as relações de comércio entre a Alemanha e os mercados internacionais.

É o maior banco alemão e também um dos maiores bancos da Europa, podendo se tornar o terceiro caso a fusão com o Commerzbank se concretize. Seu primeiro Presidente foi Georg von Siemens.

Em um cenário de crescente globalização da economia mundial, o Deutsche Bank está presente em mais de 70 países, com fluxos de receitas substanciais de todas as principais regiões do mundo.

Nas Américas do Sul e Central, o Deutsche Bank começou sua atuação com o nome de “Banco Alemão Transatlântico”, que pertencia a uma subsidiária do Deutsche Bank, o Deutsche Ueberseeische Bank (Banco Alemão Ultramarino), fundado em Berlim em 2 de outubro de 1886.

Sua primeira filial na América Latina foi criada em Buenos Aires. Posteriormente, foram instaladas filiais no Chile, em 1889; no México, em 1902; no Peru, em 1905; na Bolívia, em 1905, no Uruguai, em 1906, e no Brasil, em 1911.

Em dezembro de 2015, o Deutsche Bank contava com mais de 100 mil funcionários em 73 países, com 2.790 filiais ou agências pelo mundo. A Deutsche Bank tem bases fortes em todos os principais mercados emergentes, incluindo a região da Ásia-Pacífico, Europa Central e Oriental e América Latina. Na Alemanha o Deutsche Bank tem 1.827 sucursais com 45.757 empregados.

A partir de 2014, o banco suspendeu suas atividades na Rússia, em razão do embargo imposto pela União Europeia e pelos Estados Unidos àquele país, para forçar a resolução da crise na Ucrânia.

Fonte: C/Lusa

0 Reviews

Write a Review