Acções do BAI não param de valorizar e o banco já vale mais de mil milhões USD

Banco BAI

Atualidade – Acções do BAI não param de valorizar e o banco já vale mais de mil milhões USD

As acções do Banco Angolano de Investimentos (BAI) subiram 10% desde a sua entrada em bolsa no mercado secundário, a 9 de Junho, e esta quarta-feira já valiam 441,6 mil milhões Kz, equivalente a 1.015 milhões USD à taxa de câmbio média do dia, de acordo com cálculos do Expansão com base em dados publicados pela BODIVA no seu boletim diário de negociação.

O maior banco em activos em Angola tornou-se, no dia 9 de Junho, na primeira empresa a ter a totalidade das suas acções admitidas à negociação em Bolsa, o que possibilitou a inauguração do tão aguardado Mercado de Bolsa de acções no país, colocando fim a oito anos de sucessivos adiamentos. Na data da entrada das 19.450.000 acções do BAI em bolsa, cada unidade representativa do capital social da empresa valia 20.640 Kz, o que segundo contas do Expansão, coloca o banco a valer 401.448 milhões de Kz, o que à taxa de câmbio média daquele dia equivalia a 926,5 milhões USD. Contas feitas, em apenas cinco dias úteis, o valor do banco cresceu 40,1 mil milhões Kz, cerca de 88 milhões USD.

A entrada das acções do BAI no mercado de bolsa de acções é uma nova oportunidade para todos os investidores interessados em investir neste tipo de oportunidades, especialmente os 2.010 investidores que não tiveram sucesso na Oferta Pública de Venda, que terminou a 2 de Junho, por terem submetido propostas de preços abaixo do preço final de venda.

Até à última quarta-feira, data de fecho desta edição, haviam sido realizados 8 negócios de venda de acções do BAI na BODIVA, e foram movimentados quase 20,6 milhões Kz que resultaram da venda de 974 acções. As acções do BAI fecharam esta quarta-feira a valer 22.704 Kz.

Como funciona a compra de acções na Bodiva

Qualquer investidor interessado, seja nacional ou estrangeiro, pode comprar acções do BAI na BODIVA. Para o efeito deve consultar qualquer intermediário financeiro registado na BODIVA – banco ou corretora – e dar uma ordem de compra das acções, ou seja, indicar quantas acções pretende comprar e qual o preço que oferece por cada uma. Este intermediário financeiro vai colocar a ordem de compra no livro de ordens da BODIVA e qualquer accionista do BAI interessado em vender as suas acções – após consultar o livro de ordens da bolsa – poderá dar uma ordem de venda.

Os investidores também devem estar atentos ao livro de ordens da Bodiva para poderem reagir no caso de algum accionista do BAI interessado em vender estas acções coloque uma ordem de venda. Naturalmente, os negócios somente acontecem quando o preço de compra e de venda coincidirem. O livro de ordens da BODIVA está acessível no site da instituição.

C/ Expansão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

%d bloggers like this: