Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

Quem devolver coartem proibido receberá dinheiro

Notícias de Angola – Quem devolver coartem proibido receberá dinheiro

Apela-se aos cidadãos que tiverem este medicamento ( Coartem ) a fazer a sua devolução onde comprou, garantindo que o valor para a aquisição dos mesmos sejam ressarcidos.

O Ministério da Saúde anunciou, na sexta-feira 17, a proibição da comercialização, distribuição e consumo dos anti-palúdicos contendo substâncias activas “Artemeter + Lumefantrina”, soube a ANGOP.

A medida abrange todas as suas dosagens, nomeadamente em comprimidos de 40 e 240 mg, bem como o Artemeter injectável.

Segundo a chefe de departamento de Licenciamento e Inspecção Farmacêutica de Medicamentos e Tecnologia de Saúde, Júlia Simão, esses fármacos foram proibidos porque não fazem parte do protocolo da lista nacional de medicamentos do Ministério da Saúde.

Frisou ainda que todas as entidades de saúde que tiverem em sua posse os produtos descritos devem imediatamente proceder ao inventário e a devolução ao importador/distribuidor.

Os importadores devem, por sua vez, proceder à recolha dos produtos em causa e comunicar à Agência Reguladora de Medicamentos e Tecnologias de Saúde (ARMED) para o cumprimento das formalidades subsequentes.

“Angola é um dos países endémicos com relação a Malária e existem protocolos de tratamentos a ser seguidos e todo o importador que adquire fármacos que não fazem parte da lista está a infringir a lei”, disse.

Fez saber que a partir de segunda-feira será feita uma inspecção em todas as farmácias e unidades hospitalares para verificar se a medida está ou não a ser cumprida.

Lil Pasta News

 

Deixe um comentário

0.0/5