Morte de JES: lei espanhola analisa familiar com maior vínculo | Informativo Angolano

Notícias de Angola – Morte de JES: lei espanhola analisa familiar com maior vínculo

Pode demorar meses a ser resolvido o impasse entre os filhos e o Governo angolano quanto à trasladação de JES. A lei espanhola prevê que o corpo seja entregue ao familiar com um maior vínculo afetivo. Mas a quantidade de filhos está a atrasar o processo.

De um lado: a vontade do governo angolano em homenagear JES, com o corpo presente em Angola.

Do outro: a família do antigo presidente a não se entender quanto à trasladação de Barcelona para Luanda.

O impasse dura há vários dias e não está a ser ultrapassado nas sucessivas reuniões entre alguns dos filhos e a delegação do Governo angolano.

Pai de 8 filhos legítimos, José Eduardo dos Santos deixa um vasto clã. Isabel dos Santos é a filha mais velha, fruto do primeiro casamento. Da segunda relação nasceu José Filomeno. Da terceira Tchizé, a única a dizer publicamente que rejeita a trasladação e José Paulino, conhecido como Coréon Dú. José Avelino é o quinto filho. Do segundo e último casamento com Ana Paula nasceram Eduane Danilo, Joseana e Eduardo Breno. 3 filhos de uma relação que terá terminado há 5 anos sem que o casamento tenha saído do papel.

Com uma batalha jurídica na justiça espanhola, que analisa por exemplo a providência cautelar de Tchizé dos Santos, a decisão pode demorar semanas ou até meses.

O governo angolano já contratou, entretanto, advogados para apoiarem a viúva.

O desfecho está nas mãos dos tribunais espanhóis. O poder político não pode fazer mais do que esforços diplomáticos.

O advogado Oscar Morales explica o que está em causa

Fonte: SIC

Leave A Reply

Exit mobile version