Governo prorroga entrada em vigor da obrigatoriedade do certificado de vacina

certificado de vacina

Última Hora – Governo prorroga entrada em vigor da obrigatoriedade do certificado de vacina

O governo angolano prorrogou para 1 de novembro a entrada em vigor da obrigatoriedade de apresentação de um certificado de vacina contra a covid-19 para ceder a locais públicos, nomeadamente restaurantes e instituições públicas, entre outros.

Esta informação foi avançada hoje pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República, Francisco Pereira Furtado.

Inicialmente prevista para entrar em vigor amanhã, sexta-feira 15, o governo viu-se forçado a prorrogar a data para “permitir que um número mais de cidadãos nacionais e residentes sejam imunizados.”

No âmbito do combate e prevenção à Covid-19, as autoridades sanitárias recomendaram a vacinação para todos os cidadãos, exceto menores de 18 anos, com destaque para certos grupos profissionais, nomeadamente funcionários públicos em geral, todos os que prestam serviço diretamente ao público (motoristas, taxistas e moto-taxistas, bem como outros que têm contacto com terceiros).

Segundo o coordenador da Comissão Ministerial de Combate e Prevenção à Covid-19, Francisco Furtado, a intenção é permitir com que um maior número de cidadãos possam ser vacinados.

Francisco Furtado adiantou que o Executivo responde, desta forma, ao apelo dos cidadãos para a prorrogação do prazo e incentivar a presença dos abrangidos nos postos de vacinação.

Entre as medidas, conta a proibição do acesso às praias e piscinas públicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

%d bloggers like this: