Quarta-feira, setembro 30, 2020

Suíça bloqueia USD 900 milhões do genro de Agostinho Neto

Notícias de Angola – Suíça bloqueia USD 900 milhões do genro de Agostinho Neto

O homem de negócios Carlos São Vicente genro de Agostinho Neto, tem congelados desde Dezembro de 2018 cerca de $900 milhões USD depositados num banco suíço, por decisão do ministério público do cantão de Genebra que acusou, em Março de 2019, o empresário angolano, presidente e accionista único da AAA Activos, de branqueamento de capitais, noticiou o Mercado desta sexta feira 28 Agosto 2020.

O congelamento foi divulgado em primeira mão pelo Gotham City, um blog suíço especializado em crimes de colarinho branco, que cita um acórdão do Tribunal de Justiça do Cantão de Genebra, de 9 de Julho, recusando um recurso apresentado por Carlos São Vicente para a libertação da sua conta congelada pelo Ministério Público. Os juízes suíços entendem que o congelamento se justifica até que seja apurada a licitude dos valores na conta do empresário. Com o objectivo de apurar a verdade, em 11 de Março de 2020, o Ministério Público Suíço enviou às autoridades angolanas um pedido de ajuda.

Tudo começou em 18 Setembro de 2018 com movimentos realizados por Carlos São Vicente entre contas de um mesmo banco em Genebra, apenas com a sua assinatura. Cerca de 213 milhões USD saíram de uma conta da AAA Seguros e foram parar à conta pessoal de Carlos São Vicente, depois de terem para passado por uma conta da AAA Activos. A AAA Seguros que foi dissolvida em MAio de 2019 era detida em 90% pelo empresário e em 10% pela Sonangol.

Segundo São Vicente a transferência de 213 milhões destinou-se ao pagamento de dois empréstimos que havia feito à AAA Seguros.

Contudo, o banco Suíço considerou os movimentos suspeitos e comunicou o sucedido à Unidade de Informação de Branqueamento de Capitais da Suíça. Em Dezembro de 2018, na sequência de um inquérito sobre branqueamento de capitais, o gabinete do Promotor Público de Genebra congelou as contas das duas empresas, de Carlos São Vicente e da sua esposa, Irene Neto, segunda filha de Agostinho Neto, o primeiro Presidente de Angola. Em Março de 2019 o gabinete notificou o empresário sobre lavagem de dinheiro.

Entretanto, as contas da AAA Seguros, da AAA Activos e de Irene Neto foram libertadas permanecendo congelados apenas $855 milhões e €38 milhões da conta pessoal de São Vicente. Tudo somado são cerca de $900 milhões, dinheiro que saiu da conta da AAA Seguros para a conta do seu acionista maioritário, entre 2012 e 2018.

O congelamento dos 900 milhões USD de São Vicente constitui um desafio para as autoridades angolanas a quem o Ministério Público Suíço enviou em 11 de Marços de 2020 um pedido de ajuda. O empresário não é um homem de negócios qualquer dadas as suas ligações ao primeiro Presidente de Angola. Denúncias das autoridades judiciais suíças já levaram à demissão de Carlos Panzo de secretário dos Assuntos Económicos do Presidente.

Mercado

Deixe o seu comentário

Postagens recentes

Siga-nos

Assine a nossa newsletter

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste site e receber notificações de novos posts por e-mail.

let's talk!

%d bloggers like this: