Notícias de Angola – General Tavares reuniu com vários ativistas para mobilizar apoios para terceiro mandato de João Lourenço

O general José Tavares Ferreira é citado como a figura do regime que assumiu a responsabilidade de mobilizar apoios junto de sectores da sociedade para o inicio de debates sobre um eventual terceiro mandato presidencial de João Lourenço.

Ladeado de Ernesto Manuel Norberto Garcia do Gabinete de Acção Psicológica, o general Tavares reuniu-se na tarde de sexta-feira (2), com elementos da sociedade civil e alguns revus para abordagem do assunto.

A tema da revisão constitucional – que dará lugar a alteração dos limites de mandatos presidenciais – foi sendo sentido em abordagens de João Lourenço quando num dos seus comícios durante campanha eleitoral em que revelou que não se governa um país, em 10 anos. Muito recentemente, o Presidente João Lourenço falou sobre alteração da constituição na abertura de uma reunião do Comitê Central do MPLA, mas o assunto ficaria “congelado” depois de alertado por um membro do Bureau Politico, Carlos Feijó, que sugeriu que debater o assunto num momento em que se esta em final de mandato seria perigoso.

 

Depois de perder dois terços da Assembleia Nacional, o MPLA precisaria pelo menos o apoio de 17 deputados da oposição para poder fazer aprovar a revisão constitucional. Segundo apurações, a reunião conduzida esta semana pelo general Tavares terá estudado dois cenários, um dos quais passaria pela mobilização de apoios da sociedade civil (jovens ativistas com inclinação a UNITA), e a identificação de metros da bancada parlamentar da UNITA que se revelam vulneráveis a aliciamentos.

Fonte: Club-K

Leave A Reply

Exit mobile version