Concurso público AGT sem interferência externa

Notícias de Angola – Concurso público AGT sem interferência externa

A directora dos Recursos Humanos da Administração Geral Tributária (AGT) disse ontem, em Luanda, que não houve qualquer interferência externa no concurso público realizado pela empresa, em Maio último, em que se inscreveram 93.031 pessoas para 99 vagas.

Numa conferência de imprensa, realizada em Cacuaco, para rebater críticas suscitadas em torno desse processo, Sheila Bandeira explicou que “o processo é electrónico e não houve nenhuma intervenção, de maneira a introduzir este ou aquele indivíduo fora deste sistema montado.”

Sheila Bandeira disse que a admissão de candidatos ao concurso público, por via electrónica, colocou de parte um grande número de concorrentes que, por uma, ou por outra razão, não tenham cumprido com os requisitos necessários, independentemente da nota alcançada.

Em função do alto nível de desemprego que o país enfrenta, a Administração Geral Tributária já previa uma adesão em número bastante elevado, pelo que enveredou por um concurso totalmente electrónico, com o mínimo de intervenção humana possível.

Conteúdo Relacionado:

Concurso Público AGT: 90 mil candidatos para 99 vagas

Do número registado na primeira fase, acima de metade passou para a etapa seguinte, num total de 42.044, que foram submetidos a testes psicotécnicos, efectuados a 20 de Julho passado e, destes, 12.491 candidatos desistiram.

Para dar maior lisura ao concurso, a directora dos Recursos Humanos da AGT avançou que os concorrentes que não tenham cumprido com todas as exigências impostas, no âmbito do concurso, se viram excluídos, independentemente do seu grau académico.

C/ JA

%d bloggers like this:
Optimized with PageSpeed Ninja