Mais de 30 empresas de segurança serão encerradas

Notícias de Angola – Mais de 30 empresas de segurança serão encerradas

Cerca de 32 empresas de segurança privada, que funcionam ilegalmente, das 146 existentes em Benguela, segundo dados revelados, serão encerradas por falta de certificação.

De acordo o comandante provincial da Polícia Nacional, comissário Aristófanes dos Santos, que falava durante um encontro mantido com os responsáveis das empresas de segurança privada, doravante só deverão continuar a exercer esta actividade as empresas que estejam devidamente licenciadas para o efeito.

“Aquelas que não estiverem licenciadas serão encerradas e os meios letais em sua posse serão recolhidos”, referiu.

Aristófanes dos Santos adiantou, por outro lado, que é missão da Polícia Nacional primar pela legalidade, pelo que não pode continuar a acobertar empresas ilegais que utilizam até armas de fogo de grande calibre no dia-a-dia.

Indagado pelos responsáveis de algumas empresas sobre a morosidade no licenciamento das mesmas, sendo que algumas alegam já ter dado entrada dos processos há vários anos, o responsável prometeu que o Ministério do Interior vai rever a situação para se ultrapassar o problema.

O comandante prometeu notificar brevemente as empresas que se furtam de pagar os ordenados aos funcionários, pois, disse não compreender como é possível haver algumas que estão há mais de 22 meses sem pagar salários.

A falta de profissionalismo, visto que muitos destes agentes acorrem a estes serviços por falta de emprego, e problemas sociais são outros grandes problemas que devem ser revistos, alegaram.

C/ Angop

%d bloggers like this: